BARTOLO, DO MORRO DA MANGUEIRA PARA O MUNDO

   Reinaldo Alves de Paiva, nome de guerra: Bartolo. Com uma trajetória de vida incrível, o Ala/Pivô que nasceu no morro da Mangueira não aceitou as adversidades da vida e partiu pra batalha. Cresceu em meio à violência, deu a volta por cima e hoje é reconhecido mundialmente no futsal.

   Bartolo começou a caminhada no esporte na Vila Olímpica da Mangueira e começou sua carreira na categoria de base do Olaria. De lá pra cá passou por Botafogo, Flamengo, Petrópolis e Macaé (Brasil); Castro Urdiale, Zaragoza e Cartagena (Espanha); Spartak e Sibiriak (Rússia); Araz (Arzeibaijão); Kazma (Kuwait); Highways (Tailândia); e hoje, de volta ao Rio de Janeiro e as origens, defende as cores do Botafogo novamente. E por onde passou, foi destaque, o Ala/Pivô alcançou títulos e marcas individuais importantes durante sua carreira.

   • Campeão da Copa da Rússia (27 gols) | 2007-2008

   • Campão da Copa Zaragoza |2004-2005                          

   • Campeão do Torneio Início Kuwait | 2013-2014

   • Bicampeão Carioca | 2000 e 2002

   • Artilheiro da Copa Zaragoza (38 gols) | 2004-2005

   • Artilheiro do Araz (28 gols) | 2010-2011

   • Artilheiro do Campeonato Carioca (21 gols) | 2002

   Esse ano pelo Helênico/Botafogo, já disputou a Taça Brasil, no início de Abril, ficando em segundo lugar e levando a estrela solitária carioca para a divisão especial da competição. Foram campeões do 1º semestre do Carioca e no 2º semestre da competição, já venceram os 3 primeiros jogos: Helênico/Botafogo 4 x 3 Progresso FC; Helênico/Botafogo 6 x 1Olaria; UFF 2 x 15 Helênico/Botafogo. Bartolo deixou sua marca em todos os jogos, fez 2 contra o ‘Progresso’, 1 contra o ‘Olaria’ e 2 contra o UFF.

   Último compromisso foi neste final de semana, o 4º jogo dessa fase do Carioca. O jogo aconteceu às 11h, no Ginásio Poliesportivo da PMERJ - Jardim Sulacap/RJ, contra o time da APMERJ. O Helênico/Botafogo venceu o confronto por 10x6.